downloadBrasília, 27 de janeiro de 2015 – O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), medido pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), na cidade de São Paulo, subiu 1,27%, na terceira prévia de janeiro. É a terceira alta seguida no ano, ficando acima da primeira medição (0,49%) e da segunda (0,87%). O maior impacto inflacionário foi observado em transportes com elevação de 2,95% ante 1,75%.

O IPC é calculado mensalmente pela Fipe. O IPC- Fipe mede a variação de preços para o consumidor na cidade de São Paulo com base nos gastos de quem ganha de um a 20 salários-mínimos.

No grupo alimentação, que tem forte peso no comprometimento da renda familiar, os preços subiram de 1,32% para 1,81%. E, em educação, que nesta época do ano, também, pressiona o orçamento doméstico, ocorreu alta de 4,66% ante 2,92%.

No grupo despesas pessoais, o índice aumentou com menos força, passando de 1,27% para 1,04%. Em saúde, a variação superou à registrada na prévia passada com elevação de 0,52% ante 0,32%. No grupo habitação foi constatada alta de 0,04% ante uma variação negativa de 0,07%.

A única queda do período foi em vestuário (-0,16%) ante uma alta de 0,07%.