20130320230114339938iBrasília, 21 de março – As dívidas ocupam espaço cada vez maior no orçamento das famílias brasileiras e quitá-las está mais difícil, pois a inflação corrói os ganhos salariais conquistados no passado. Indicadores divulgados ontem confirmam essa tendência e acendem um sinal de alerta para o principal motor da economia do país: o consumo.

É o quarto mês seguido que o índice de endividamento das famílias ficou acima de 60%, conforme dados da Confederação Nacional do Comércio (CNC). Em março, 61,2%, das 18 mil famílias ouvidas em todas as capitais do país, informaram ter algum tipo de dívida — número menor que os 61,5% de fevereiro, mas bem acima dos 57,8% computados há 12 meses. Desse total, 19,5% possuem alguma conta atrasada, abaixo dos 22,1% de fevereiro. Enquanto isso, a inadimplência no comércio está em alta. Subiu 6,65%, em fevereiro, na comparação com o mesmo período de 2012, segundo a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL).

Correio Braziliense