downloadBrasília, 22 de julho – O governo decidiu reduzir a meta fiscal da economia deste ano e fazer um novo corte de despesas no Orçamento da União, de até R$ 15 bilhões. Na noite desta terça-feira (21/7), a presidente Dilma Rousseff reuniu a equipe para definir a nova meta. A decisão será anunciada nesta quarta-feira (22/7), com a divulgação da programação orçamentária bimestral.

O Ministério da Fazenda defende, junto à presidente, a redução da meta fiscal de 1,1% do PIB, ou seja, R$ 66,3 bilhões. Já o Ministério do Planejamento trabalha para reduzi-la para 0,6% do PIB.

Segundo previsões do governo, se não houver novas medidas de geração de receita e de corte de despesas, o superavit no final de 2015 ficaria em 0,15% do PIB. Oficialmente, o governo já prevê um recuo de 1,5% no PIB.

A Fazenda estuda novas ações que poderiam gerar até R$ 50 bilhões neste ano, no entanto, ainda não há a aprovação do governo.