downloadBrasília, 13 de agosto – Depois de três dias de paralisação, os analistas tributários da Receita Federal voltam nesta quinta-feira (13/8) ao trabalho. Desde segunda-feira (10/8), os profissionais cruzaram os braços para pedir a manutenção da categoria na Proposta de Emenda à Constituição 443, que vincula o reajuste de várias categorias do funcionalismo ao vencimento dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Na terça-feira (11/8), a Câmara dos Deputados derrubou o destaque que excluía os analistas tributários da reestruturação salarial. Foram 269 votos a favor da rejeição e 185 contra. Mesmo após a rejeição da emenda, a categoria continuou com a paralisação ontem (12/8).

De acordo com o Sindicato Nacional dos Analistas Tributários da Receita Federal (Sindireceita), 90% da categoria aderiram à paralisação. Nesses três dias não houve atendimento ao contribuinte nas delegacias, inspetorias e agências do órgão. Certidões negativas deixaram de ser emitidas e cobranças foram suspensas.

A paralisação também afetou as atividades alfandegárias. A fiscalização, a vigilância e a repressão nos portos, aeroportos e postos de fronteiras foram interrompidas. Segundo o Sindireceita, filas de caminhões se formaram nos postos de fronteira, especialmente na Ponte da Amizade, que liga o Brasil ao Paraguai. A Agência Brasil procurou a Receita Federal, que não se manifestou sobre a mobilização dos analistas tributários.