download (1)Brasília, 19 de maio – A crise econômica segue minando a arrecadação. Em abril, o recolhimento de impostos e contribuições federais pelo governo somou R$ 110,9 bilhões, uma queda real de 7,10% em relação ao mesmo período de 2015, segundo divulgou nesta quinta-feira (19/05) a Receita Federal. Foi o pior resultado para o mês desde 2010, quando o total das receitas foi de R$ 108,5 bilhões.
Com o aprofundamento da recessão, mais pessoas estão perdendo o emprego. Isso faz com que a massa de rendimentos na economia seja menor, ou seja, gerando a uma queda no consumo das famílias no mercado de bens e serviços. Em um ambiente da contração de vendas no comércio e da queda de receitas nos serviços, os empresários estão demandando menos produtos da indústria. Diante do desaquecimento da atividade econômica, o governo abocanha menos tributos federais.

No acumulado entre janeiro a abril, a arrecadação total foi de R$ 427,9 bilhões, também o pior resultado desde 2010, quando o governo federal recolheu R$ 397,3 bilhões. Em relação ao mesmo período do ano passado, os recolhimentos registraram queda de 7,90%.